Novo Canecão começa a sair do papel com discussão de projeto conceitual

Eduardo Paes se reuniu com membros do BNDES e da UFRJ nesta sexta-feira

Projeto conceitual Canecão (Foto: Reprodução Twitter)

O projeto do novo Canecão, um das casas de shows mais famosas da história do Rio de Janeiro, que está prestes a renascer como centro cultural, parece mesmo estar saindo do papel. Nesta sexta-feira (04/11), o prefeito do Rio, Eduardo Paes, fez uma publicação em seu twitter onde divulgou algumas imagens conceituais do que deve ser o espaço em Botafogo, na Zona Sul carioca.

Na publicação, Paes destacou que estava em uma reunião para debater o projeto com membros do BNDES e da UFRJ. Na mensagem do chefe do executivo municipal, também é possível ver algumas das ilustrações do que está sendo pensado para o plano arquitetônico do novo Canecão.

Veja a publicação

Em agosto, o jornalista Ancelmo Gois a reforma do campus vai do antigo Canecão até o Hospital Deolindo Couto, uma área que atualmente é murada com desenhos de ídolos da história do Botafogo. Este paredão, inclusive, será derrubado, conforme as imagens conceituais destacadas por Paes.

No fim do parque deverá ficar a casa de espetáculos, a ser administrada pela iniciativa privada por cerca de 25 anos. Para chegar a este projeto, a reitora da UFRJ, Denise Pires de Carvalho negociou com a Prefeitura, a Câmara e moradores das redondezas que terão acesso ao parque.

Fechado desde 2010, o Canecão tinha a irregularidade como principal entrave às iniciativas de reabertura do espaço. O mesmo não poderia ter sido usado para fins culturais. Uma restrição na lei de zoneamento municipal de 1976 proíbe erguer estabelecimentos de diversão no endereço, em Botafogo, o que mudou com a aprovação de um projeto de lei, em janeiro deste ano.

Contudo, o nome “Canecão” não poderá ser usado porque a família dos antigos donos detém os direitos do antigo espaço.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui