Foto: Reprodução | TV Globo

O prefeito eleito Eduardo Paes (DEM) falou sobre a prisão de Marcelo Crivella (Republicanos) através de uma mensagem no grupo de WhatsApp que divide com os seus secretários. Na mensagem, ele afirma que “a falta de comando na prefeitura (que) já era evidente, (…) só deve piorar” e destaca a tarefa de reconstruir o Rio. A informação é da coluna do jornalista Lauro Jardim no jornal O Globo.

Amigos, com os fatos de hoje nossa responsabilidade só aumenta. Peço a todos que, já agora na transição, mobilizem os servidores para não interromperem suas funções. A falta de comando na prefeitura já era evidente e obviamente isso só deve piorar nesse momento. Vamos em frente. A tarefa de reconstruir o Rio é honrosa e nossa“, dizia a mensagem.

Segundo informações da CNN, Paes orientou seus auxiliares a evitarem comemorar a prisão do atual prefeito para evitar que eventuais críticas acabem prejudicando a transição entre as duas gestões. O próprio prefeito eleito evitou citar a prisão de Crivella em suas postagens nas redes sociais, destacando apenas que a transição não deve ser afetada.

Pelo Twitter, o ele afirmou que já conversou com o presidente da Câmara dos Vereadores, Jorge Felippe (DEM), que assume interinamente o cargo de prefeito do Rio até 31/12. Paes destacou que manterá o trabalho de transição que já vinha sendo tocado e que pediu que Felippe mobilizasse os dirigentes municipais para continuar conduzindo suas obrigações e atendendo a população.

O prefeito Marcelo Crivella foi preso na manhã desta terça-feira (22/12) em ação que é uma continuação da Operação Hades, que investigava o “QG da Propina” na Prefeitura do Rio.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui