Na manhã desta quinta-feira (26/03), o governador Wilson Witzel revelou que, caso o Governo Federal não dê um horizonte ao Rio de Janeiro em relação à Economia até a próxima segunda (30/03), terá que rever as medidas de prevenção no combate ao Coronavírus.

Witzel definiu a atual situação do estado como um “caos financeiro”.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

“Se o Governo Federal, até segunda-feira, não apresentar algo que dê esperança para que as pessoas possam saber que não vão morrer de fome e não vão ter um cataclismo nas suas vidas, vai ser muito difícil continuar com essas medidas protetivas, porque nós não podemos brigar e pedir para as pessoas ficarem em casa”, disse Witzel.

“Não podemos falar para que as empresas fiquem fechadas se quem tem condições de socorrer, que é o governo federal, e tem dinheiro pra isso, não tomar as providências. A responsabilidade passa a ser deles”, complementou.

“Não podemos pedir para autônomos e pequenos empresários ficarem paralisados se não houver uma sinalização imediata do ministro Paulo Guedes que ele vai colocar pelo menos R$ 500 bilhões na Economia – que é a cifra que nós mais ou menos imaginamos que deve ser colocada na Economia”, disse.

Entre as principais medidas de prevenção adotadas pelo Governo do Estado em relação ao combate à pandemia de Covid-19 estão o fechamento do comércio, exceto os serviços essenciais, como, por exemplo, supermercados e farmácias.

A redução do transporte público à capital fluminense também é uma medida, estando, atualmente, restrito às categorias essenciais.

O governador também determinou a proibição de qualquer tipo de aglomeração de pessoas, como em festas, passeatas e etc. Além disso, está vetado também o banho de mar, com a PM tendo autorização para fotografar e cadastrar quem não cumprir a ordem.

Em relação à Educação, escolas, creches e universidades não estão funcionando.

6 COMENTÁRIOS

  1. Uma vergonha querer jogar a culpa no Governo Federal. O Brasil nao tem reserva! Poucos tem dinheiro poupado. Quem nao tem dinheiro vai morrer de fome. Porque estamos tentando conter um contagio que será inevitavel a todos. Mas a miseria, pobreza e caos que esta por vir esta sendo omitido. Vamos focar em tentar aumentar a imunidade da população. Porque o contagio sera inevitável.

  2. Alguém aí fala pro Witzel que vai todo mundo morrer sim.

    Que ainda não descobriram uma vacina pra imortalidade.

    E pode até ser que seja pelo Corona Vírus.

    Perguntar ao presidente se eles vão morrer ou não?!?!
    Kkkkk

    Essa eu mesmo respondo!!!

  3. Essa briga política para resolver quem será o responsável pelas mortes que estão e estarão acontecendo é um absurdo, nossos governantes deveriam estar trabalhando unidos em prol da população.
    Para isso que foram eleitos.

  4. Engraçado ele dizer isso, quando abriu o Carnaval 50 dias antes, ele mesmo sabendo das ameaças do covid-19 não exitou em momento algum. Agora que ajudou a criar o quadro atual, a culpa é do governo Federal… Esse foi um dos piores votos da minha vida, que cara oportunista e sem escrúpulos…Que porcaria de chefe de estado!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui