Abandonada pelo poder público, Fazenda do Capão do Bispo está em péssimo estado de conservação

Localizada em Del Castilho, na Zona Norte do Rio, fazenda é considerada um símbolo da arquitetura vernacular brasileira

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Fazenda do Capão do Bispo, em Del Castilho, em abril de 2022
Fazenda do Capão do Bispo, em Del Castilho, em abril de 2022 - Foto: Claudio Prado de Mello

Importantíssima para o campo de pesquisas relacionadas a construções coloniais do século XVIII, a Fazenda do Capão do Bispo, em Del Castilho, na Zona Norte do Rio de Janeiro, encontra-se atualmente em estado degradante de conservação, como já se tornou frequente no caso dos patrimônios culturais fluminenses. E isso já ocorre no local desde 2019, como relatou o DIÁRIO DO RIO à época.

Com grande extensão, a fazenda é tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) desde 1947 e está localizada no número 4.616 da conhecida Avenida Dom Hélder Câmara, uma das mais movimentadas da região, que atravessa grande parte da Zona Norte. O bem histórico tem fácil acesso e poderia ser um equipamento educacional e cultural altamente útil para a população da redondeza.

Pouco mais de um mês após um incêndio que atingiu a vegetação nas redondezas da casa, análises técnicas do Iphan, de acordo com o jornal ”Estadão”, apontam que as chamas não atingiram as estruturas da construção situada ao fundo do terreno. No entanto, um trecho da cobertura, para evitar que acabe caindo, está escorada de maneira improvisada – como tudo que se refere à cultura no RJ.

Aylton Mattos, de 59 anos, vice-presidente da Associação dos Amigos do Capão do Bispo, relata que o fogo teve início às 11h do dia 12/03. Segundo ele, o Corpo de Bombeiros teria informado que o incêndio aconteceu devido à altura do capim do terreno, que, por conta da falta de manutenção, estaria com aproximadamente 2 metros de altura.

Advertisement

Leia também

MP é acionado para investigar manifestantes que declaram apoio ao Hamas na frente da Câmara do Rio

Deputados propõem destinar R$15 milhões da Alerj para 10 municípios afetados por chuvas no RJ

Vale ressaltar que a Associação, criada e mantida financeiramente por moradores locais e comerciantes locais, além de pesquisadores e historiadores, reivindica a proteção da fazenda desde 2017 e demonstra haver grande negligência em relação à preservação do patrimônio por parte do Governo do RJ e, mais precisamente, da Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa (Secec), responsável pela gestão do espaço – quer dizer, ”responsável”, entre aspas mesmo.

”A Secretaria de Cultura e Economia Criativa não está nem aí para nós. Desde a gestão do ex-governador Luiz Fernando Pezão, nós procuramos a pasta. A ideia é transformar o local no Museu da Escravidão e num centro cultural que ofereça cursos e atenda a juventude aqui das comunidades”, afirma Aylton, se referindo às favelas do Jacaré e Jacarezinho, situadas perto do local. ”Apresentamos um projeto de reforma e orçamento, mas nada foi feito”, conclui ele.

fazenda do capao do bispo 6 Abandonada pelo poder público, Fazenda do Capão do Bispo está em péssimo estado de conservação
Fazenda do Capão do Bispo em abril de 2022 – Foto: Claudio Prado de Mello

Moradora de Del Castilho, a historiadora e pesquisadora Rachel Lima, por sua vez, explica que a Fazenda do Capão do Bispo pode ser intitulada como um símbolo bastante relevante da arquitetura vernacular do país.

”Ela pertenceu a José Joaquim Justiniano, o primeiro bispo nascido no Brasil, até sua morte, em 1805. Posteriormente, já sob a administração do sobrinho-neto de José Joaquim, Jacinto Furtado de Mendonça, foram abertas algumas ruas e loteamentos nas terras do Capão do Bispo, nos bairros de Cachambi e Todos os Santos”, disse a especialista ao ”Estadão”.

fazenda do capao do bispo 5 Abandonada pelo poder público, Fazenda do Capão do Bispo está em péssimo estado de conservação
Fazenda do Capão do Bispo em abril de 2022 – Foto: Claudio Prado de Mello

O que argumentam as autoridades

Procurada pelo DIÁRIO DO RIO para comentar as denúncias, a Secec informou que ”vem realizando vistorias constantemente ao local, tendo a última ocorrido no dia 15/03”, e que ”os órgãos competentes já foram acionados para investigar as causas do incêndio”.

A pasta alega também que ”não dispõe de orçamento no momento para revitalizar o espaço e estuda meios de ocupação do local, através de parceiros, para viabilizar o projeto de reforma da Fazenda do Capão do Bispo”.

Já o Iphan afirmou que ”vem alertando há algum tempo o proprietário do imóvel, o Governo do RJ, sobre a situação de abandono do bem cultural” e que ”fiscalizações recentes do Instituto constataram que o local se encontra em péssimo estado de conservação”.

Paralelamente, o órgão ressaltou também que ”técnicos foram à Fazenda em meados de março para uma vistoria a fim de avaliar o impacto do incêndio ao monumento e, ao que tudo indica, apenas a mata foi atingida”.

Outro ponto importante mencionado pelo Iphan é que, no fim de 2021, foi emitido um auto de infração contra o estado do RJ, conforme indica processo disponível ao público pelo SEI (01500.003150/2019). O documento foi também enviado ao Ministério Público.

fazenda do capao do bispo 7 Abandonada pelo poder público, Fazenda do Capão do Bispo está em péssimo estado de conservação
Fazenda do Capão do Bispo em abril de 2022 – Foto: Claudio Prado de Mello

Outros patrimônios históricos do RJ com problemas

Recentemente, o DIÁRIO DO RIO também denunciou o péssimo estado de conservação de outros 2 importantes bens culturais do estado: a Capela Nossa Senhora da Luz, em São Gonçalo, na Região Metropolitana, e o Palacete de Mandiquera, em Quissamã, no Norte Fluminense.

Enquanto a capela, construída em 1647, tem tombamento apenas municipal e não vem tendo a devida atenção do Poder Executivo são-gonçalense, necessitando urgentemente de reparos, o palacete tem situação ainda mais grave, correndo sério risco de desabar a qualquer momento. Vale destacar que ele é tutelado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac), que, até o momento, nada fez para mudar a situação do local.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Abandonada pelo poder público, Fazenda do Capão do Bispo está em péssimo estado de conservação

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui