Agentes da Prefeitura e Polícia Militar são recebidos a tiro em ferro velho no Centro do Rio

A Polícia Militar precisou intervir para controlar a situação no ferro-velho clandestino, que fica na Rua Barão de São Félix

(Foto meramente ilustrativa de um ferro-velho)

A Prefeitura do Rio realizou uma operação em um ferro velho no Centro do Rio, na Rua Barão de São Félix (entre a região da Central do Brasil e o Porto), e foi recebida a tiros. A Polícia Militar precisou intervir. Os agentes da Prefeitura teriam retornado após a PM controlar a situação para prosseguir com a operação. Segundo informações obtidas pelo DIÁRIO, nas proximidades existe o Beco da Lavanderia, onde funciona uma famosa “boca de fumo”.

A Prefeitura tem realizado diversas operações com apreensão e interdição em ferros-velhos clandestinos. Apenas no ano passado, a secretaria de Ordem Pública apreendeu mais de 6 toneladas de fios e cobre. Os ferros velhos do Rio ficaram conhecidos por instrumentalizar cracudos miseráveis para furtar patrimônio público e privado em seu benefício. Enquanto isso, a cidade sofre com a permanente depredação de sua História e Monumentos, e os cidadãos sequer podem colocar numeração na fachada de seus imóveis.

O DIÁRIO DO RIO já vem há algum tempo denunciando crimes cometidos por ferro-velhos, que vão além de receptação. No ano passado, um homem foi assassinado após reclamar de receptação com o dono de um estabelecimento clandestino.

Mais problemas com Ferros Velhos no Rio

Enquanto no Riachuelo os pobres miseráveis instrumentalizados pelos depósitos de lixo e metais roubam caixas d’água e até as portas de lojas vazias, o bairro mais famoso do país – Copacabana – tem até delivery de materiais furtados: três kombis circulam todas as manhãs pelas ruas do bairro com a única finalidade de recolher o que foi roubado na noite anterior.

A audácia dos criminosos que já roubaram ate o letreiro da Agência do Banco do Brasil na esquina da Barão de Ipanema com a Nossa Senhora de Copacabana – onde um dia funcionou a Colombo, vem crescendo. Roubam números de prédios, e agora….os históricos corrimãos de latão que ornam – e auxiliam os idosos que moram – nos prédios tradicionais do bairro.

*Matéria em atualização

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui