Edmar Santos, ex-secretário de Saúde do RJ - Foto: Eliane Carvalho/Governo do Estado

Foi solto, na noite desta quinta-feira (06/08), o ex-secretário estadual de Saúde do Rio de Janeiro Edmar Santos, preso desde o último dia 10/07 por suspeita de irregularidades cometidas durante a pandemia do Coronavírus. Por ser policial militar, ele estava detido na Unidade Prisional da Pmerj, em Niterói, na Região Metropolitana do RJ. A determinação para soltar Edmar partiu do Superior Tribunal de Justiça (STJ), após solicitação da Procuradoria Geral da República (PGR).

Carro levando Edmar Santos deixa a cadeia em Niterói – Foto: Reprodução/TV Globo

Em sua argumentação, a PGR, representada pela subprocuradora-geral da República, Lindôra Araújo, disse possuir elementos que comprovam a participação do governador Wilson Witzel como o principal articulador do suposto esquema irregular no desvio de verbas públicas no enfrentamento à pandemia.

Vale ressaltar que, 3 dias após ser preso, ou seja, em 13/07, Edmar firmou uma delação premiada com a PGR, entregando provas contra Witzel.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui