Café da manhã em sobrado centenário é experiência que une gastronomia e história no Centro

Uma refeição que vem com uma aula sobre a gastronomia do século XIX, caminhada histórica pela Praça XV e um verdadeiro concerto de música erudita durante cerimônia especial na Igreja dos Mercadores são programa imperdível para a manhã de sábado e domingo no Rio neste feriadão

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Igreja de Nossa Senhora da Lapa dos Mercadores, onde o passeio termina, com coral e grande orquestra - Foto Daniel Martins/DIÁRIO DO RIO

Uma experiência gastronômica com um café da manhã diferente, somada a uma viagem no tempo ao século XIX, com odores e sabores, mas também música e muita história. Essa é a proposta do restaurante Sobrado da Cidade, que funciona num casarão dos anos 1800 com três andares e a fachada azulejada em azul e branco à moda portuguesa e holandesa e um interior cuja decoração é considerada uma das mais caprichadas do Centro Histórico, na área que vem ficando conhecida como Pequena Lisboa. A casa, localizada na Rua do Rosário, sempre foi um espaço de história e cultura, desde o prédio escolhido com suas paredes em pedra de mão e óleo de baleia, até os detalhes do espaço que tem, por exemplo, uma linha do tempo que conta a história do imóvel e de seu primeiro proprietário, um barão dos tempos do império. Depois disso, o mesmo prédio foi sede da Brasserie Rosário , que fez sucesso em sua época, e agora a badalação vem sendo reeditada pelo restaurante.

A região da Praça XV tem recebido mais e mais novos negócios e experiências inovadoras, com inauguração de novas galerias de arte, bares e restaurantes, e foi reforçada pela recuperação da histórica Igreja dos Mercadores, de 1743, e que passou a celebrar missas com coral e grande orquestra aos sábados e domingos ao meio-dia.

Neste mesmo estilo de ‘revival’, o Sobrado da Cidade resolveu inovar levando o seu cliente a viajar no tempo até o século XIX. Os donos contrataram uma historiadora especializada em gastronomia antiga e promoveram um grande estudo gastronômico de receitas que eram degustadas no fim do século XIX pelos cariocas, preparando um menu diferenciado e único, para ser saboreado, na primeira refeição do dia, por quem, além de comer, quer saber mais sobre o Rio Antigo, os costumes da época e a rotina dos cariocas daquele momento histórico; cada ingrediente é explicado individualmente. Deram à refeição que será servida em louças e pratarias antigas, um nome que diz respeito ao período: Café Histórico. Mais que apropriado.

O estabelecimento oferece este Café Imperial com o cardápio da época, adaptado às proporções e gostos dos dias de hoje. O menu vem escrito em francês, como era na época. É um verdadeiro banquete, como aqueles que eram compartilhados pelos cariocas de antigamente. Além disso, serão explicadas detalhadamente as escolhas do cardápio, para aumentar a imersão cultural na época em que o Rio era Capital de um Império nos trópicos. O evento vai se repetir agora no feriadão de finados.

Advertisement
WhatsApp Image 2023 06 12 at 12.27.33 Café da manhã em sobrado centenário é experiência que une gastronomia e história no Centro
Foto: Divulgação do Sobrado da Cidade, que tem sede num prédio so século XIX e se localiza colado num imóvel que sediou o primeiro banco do Brasil, na rua do Rosário.

A refeição – café da manhã reforçadíssimo, diz o restaurante – terá uma duração de uma hora e meia. Mas a aventura na história termina por aí! Depois de forrar o estômago num ambiente bonito, refrigerado e de ser servidos por garçons e garçonetes com uniformes de época, chega a hora de aprender tudo sobre a região da Praça XV, ou Largo do Paço. Uma caminhada guiada pela região – que vem tendo grande melhora nos índices de segurança, além de um enorme movimento cultural e gastronômico aos sábados e domingos – se seguirá à refeição, tudo com o acompanhamento de um guia de turismo especializado, que vai contar, tintim por tintim, o que se sabe sobre a cultura e a história locais. Afinal, foi ali que o Rio se tornou a Capital do Império Português; ali o Imperador disse que ficava, e ali nasceu a nação brasileira como se conhece hoje, com suas glórias e também mazelas. O restaurante fica próximo ao histórico Arco do Teles, ao Paço Imperial e todos os Centros Culturais da Região, que incluem o dos Correios, o da Marinha, do Banco do Brasil e o Convento do Carmo, sem contar algumas das mais fantásticas igrejas barrocas do país.

O leve passeio-caminhada, que não tem subidas e nem aclives, termina exatamente às 12h em frente à histórica Igreja de Nossa Senhora da Lapa dos Mercadores, cujos sinos voltaram a badalar recentemente, após uma reforma promovida por empresários. Na igrejinha de formato elíptico e decoração rococó, um raríssimo órgão de fole de 1873 recém-restaurado, junto com uma orquestra e coral conduzidos pela cantora lírica – soprano – Juliana Sucupira, vão encher a linda nave com suas imagens do século XVIII e cortinas de fina renda com música clássica religiosa da melhor qualidade, enquanto uma missa solene será celebrada, em latim, no ritual do Papa Paulo VI. Fotos são permitidas e o evento – um verdadeiro espetáculo de música erudita – é aberto ao público, além dos convidados.

A missa histórica, com músicas de compositores como Handel, vai colocar os comensais – além dos frequentadores da igreja, que é aberta – numa experiência de paz e meditação, com o rico odor de incenso dos velhos turíbulos de prata dos mercadores da região, que ergueram a igrejinha com muito suor e esforço. A Igreja dos Mercadores foi reaberta no mês de junho (10/06) depois de uma grande reforma, após quase 4 anos de portas fechadas. Com iluminação profissional, a igrejinha está tinindo, e lembra a época em que seu estatuto foi assinado, por Dom Pedro II.

Com lugar cativo na cerimônia, junto ao grande público, os comensais terão acesso à estátua de Nossa Senhora da Fé, em tamanho natural, construída em mármore de lioz português, que foi derrubada junto com a antiga torre de sinos por um projétil disparado pelo encouraçado Aquidabã, numa revolta de 1893. E mais, vão conhecer a própria…bala de canhão! Como a imagem caiu de 25 metros de altura e não quebrou nada além de 2 dedinhos, o fato foi considerado um Milagre Carioca, e o artefato se encontra disponível pra visitação junto à Santa…

A recuperação da Igreja e de seu acervo contou com a contribuição do Shopping Paço do Ouvidor e da Sergio Castro Imóveis, e nas missas solenes de sábado e domingo com grande orquestra e coral a irmandade conta com o apoio do restaurante Sobrado da Cidade.

Paco do Ouvidor Café da manhã em sobrado centenário é experiência que une gastronomia e história no Centro
O Shopping Paço do Ouvidor é o ponto de encontro no Centro do Rio. Passa no Paço

Serviço:

  • Horários do Evento:
    09h30 – Café Imperial século XIX
    11h – Visita Guiada Histórica e, ao final, às 12h, chegada à Igreja dos Mercadores, onde estará sendo celebrada uma Missa Especial com coral e orquestra.
  • Endereço: Sobrado da Cidade – Rua do Rosário 34 – Centro – Rio de Janeiro
  • Valor por pessoa: R$ 250,00 (para moradores do Rio com comprovante de residência) ou R$ 300,00 para turistas
    *No pix ou cartão de crédito.
  • Reserva e pagamento antecipado.
  • No máximo 48 participantes
  • Informações e reservas pelo WhatsApp: 21 97978 4353

[Além dos meios de transporte públicos – o restaurante fica próximo às barcas, ao Metrô Carioca e na cara do VLT-Praca XV, é possível estacionar próximo, no Terminal Garagem Menezes Côrtes, e a caminhada é de 5 minutos]

Abaixo, algumas fotos da Igreja, que é bem tombado nacional, e é protegida pelo IPHAN.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Café da manhã em sobrado centenário é experiência que une gastronomia e história no Centro
Advertisement
lapa dos mercadores 2024 Café da manhã em sobrado centenário é experiência que une gastronomia e história no Centro
Advertisement

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui