Ferro-velho clandestino é interditado no Rio Comprido

Estabelecimentos ilegais estão espalhados pelo Rio e estão contribuindo com os crimes de rua na cidade; na ação desta quarta, 24 armas de paintball sem procedência foram encontradas, além de ligações clandestinas de água e luz, ausência de alvará e câmeras de monitoramento

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: SEOP

Os ferros-velhos ilegais estão espalhados pelo Rio de Janeiro e, há muito tempo, estão acabando com a harmonia da cidade. Semanalmente lugares clandestinos, que contribuem com os roubos de rua, são fechados por órgãos públicos. Além de contribuirem com os furtos, esses locais também podem gerar cenas de crimes, como homicídio. No início do ano, agentes da Prefeitura e Polícia Militar foram recebidos a tiro em ferro velho no Centro do Rio de Janeiro.

Por isso, o fechamento destes locais é de extrema importância para a segurança do carioca. E nesta quarta-feira, (01/03), mais um estabelecimento ilegal foi interditado, desta vez em Rio Comprido.

A Secretaria de Ordem Pública (SEOP) e a Subprefeitura do Centro realizaram nesta quarta uma operação de fiscalização em um ferro-velho clandestino na Rua Itapiru, no Rio Comprido. Na ação, os agentes encontraram 24 armas de paintball sem procedência, além de uma ligação clandestina de água e uma de luz. O estabelecimento foi interditado por ausência de alvará e câmeras de monitoramento. Também foram recolhidas 10 toneladas de material pela Comlurb.

“A SEOP tem feito fiscalizações diárias em ferros-velhos clandestinos porque sabemos que boa parte dos furtos de fios e cobre tem esses materiais receptados nesses estabelecimentos. Na operação de hoje identificamos armas de paintball sem procedência, que podem acabar funcionando como simulacro de arma de fogo para prática de delitos e interditamos o ferro-velho por ausência de alvará de funcionamento. Seguiremos trabalhando para que tenhamos uma cidade com ordem pública“, destaca Brenno Carnevale, secretário de Ordem Pública.

Advertisement

O subprefeito do Centro, Alberto Szafran, também destacou a importância da operação.

“Uma das rotinas fundamentais do expediente da Subprefeitura do Centro é a identificação de locais irregulares e o seu combate, prezando pelo ordenamento urbano. Começamos a semana com outras duas ações importantes e que refletem nosso trabalho de articulação com os demais órgãos, investigação e inteligência, como o desmonte de uma antiga cracolândia, em Benfica, e a remoção de uma banca de jornal irregular, que também furtava energia elétrica, no Centro”, explicou o subprefeito do Centro, Alberto Szafran.

52719885364 309c681316 b Ferro-velho clandestino é interditado no Rio Comprido

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Ferro-velho clandestino é interditado no Rio Comprido
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui