Liesa vai fechar portões de camarotes para evitar ‘penetras’ na Sapucaí

Situação foi observada no último Carnaval e foi alvo de muitas críticas

Grupo Especial -Sambódromo - Terceiro dia do Carnaval 2022 (Foto - Marco Antonio Teixeira)

O Carnaval 2023 promete contar com uma série de mudanças no que se refere ao acesso de pessoas que circulam no Sambódromo. A Liga Independente das Escolas de Samba do Rio (Liesa) por exemplo, promete acabar com os portões que ligam os camarotes à pista de desfiles da Marquês de Sapucaí, que em 2022 sofreu com invasões e “penetras”.

A Liga afirma que a iniciativa foi combinada com todos os diretores da Liesa, das escolas de samba, com gestores dos camarotes e com a Riotur, os principais atores envolvidos na organização a maior festa do mundo.

Marroni Alves: Camarotes na Sapucaí ofendem o Carnaval

As conversas com donos de camarotes também abordaram o vazamento de som das áeas vips durante os desfiles das escolas de samba em 2022 , que chegaram a aparecer como crítica nos relatórios de alguns jurados.

A Liesa também pretende promover um controle maior na emissão de credenciais para que só esteja na pista quem esteja trabalhando ou desfilando.

Ensaios técnicos começam no próximo dia 15

A partir do próximo dia 15 de janeiro começam os ensaios técnicos das escolas de samba do Grupo Especial no Sambódromo. No dia anterior, sábado (14), terá início os treinos da Série Ouro.

O Grupo Especial terá seis domingos de ensaios técnicos, abertos pela Império Serrano, campeã do acesso ano passado, e Paraíso do Tuiuti, a décima primeira colocada.

Já a Série Ouro, tem reservado quatro fins de semana de treinos para as escolas, começando pela Lins Imperial, Estácio de Sá e Inocentes de Belford Roxo.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui