Lixo em Copacabana: saiba os motivos que fazem as ruas do bairro terem tanta sujeira

Situação de desordem em uma das áreas mais turísticas da cidade tem sido relatada pelo DIÁRIO DO RIO nos últimos anos

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Desordem no bairro tem sido relatada pelo DIÁRIO DO RIO nos últimos anos (Foto: DDR)

Quem passa por Copacabana, a qualquer hora do dia, certamente já se deparou com quantidades consideráveis de lixo espalhadas pelas esquinas do bairro. O DIÁRIO DO RIO, inclusive, já denunciou o descaso com uma das áreas mais turísticas da cidade no ano passado. Em outra reportagem, foi mostrado o tamanho da desordem que avança pela orla. Contudo, mesmo diante da exposição dos casos, os moradores e visitantes seguem convivendo com a sujeira.

Uma reportagem do jornal O Globo mostrou que um dos motivos para tamanha desordem é a ação dos comerciantes e de camelôs de Copacabana, que fazem o descarte irregular do lixo na rua. Segundo os residentes, pequenos comércios como restaurantes, lanchonetes e hortifrútis, que não tem espaço para armazenamento, despejam os resíduos nas vias do bairro. A ação dos transeuntes, que veem o acúmulo de rejeitos e jogam mais coisas ali, também agrava a situação.

Outra questão observada por quem mora em Copacabana, é que nos dias em que as coletas de lixo são realizadas, funcionários dos prédios colocam as lixeiras nas ruas, fazendo com que os catadores revirem os contêineres, deixando lixo espalhado pelo chão e dificultando o trabalho dos garis.

A matéria ainda mostra que no início da Rua Siqueira Campos, próximo à saída do túnel, duas caçambas da Comlurb que deveriam ser apenas para uso dos condomínios também estão sendo usadas por pedestres como lixeira. Os equipamentos demoram para ser recolhidos e ficam cheios de lixo acumulado, atraindo animais vetores de doenças.

Advertisement

Prefeitura mira ‘lixões’ clandestinos de Copacabana

Em novembro do ano passado, a Prefeitura do Rio, através da Secretaria de Ordem Pública, deflagrou uma série de operações para conter os “lixões clandestinos” em Copacabana.

Na ocasião, além do lixo recolhido, os fiscais apreenderam facas e outros objetos perfurocortantes, além de materiais para uso de entorpecentes que estavam sob o poder de moradores de rua.

O que diz a Comlurb

A Comlurb informou que o bairro recebe limpeza, varrição e coleta domiciliar diariamente, além de contar com serviço de coleta seletiva em dias alternados ao da coleta domiciliar. Em relação ao lixo depositado na esquina da Avenida Nossa Senhora de Copacabana com a Rua Sá Ferreira, diz que é um descarte indevido por moradores das áreas próximas. Quanto à atuação dos catadores irregulares, reitera que, para minimizar o problema, os condomínios devem respeitar o dia e o horário da coleta, através do link.

O que diz a Subprefeitura

A subprefeitura da Zona Sul garantiu que realiza, em parceria com a Gerência Executiva Local de Copacabana, ações diárias para coibir a prática irregular de acúmulo de lixo reciclável. Diz que vai intensificar a limpeza, a fiscalização e o ordenamento da região, além de reforçar com os síndicos dos condomínios, estabelecimentos comerciais e moradores a necessidade de respeitar os dias e horários da coleta.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Lixo em Copacabana: saiba os motivos que fazem as ruas do bairro terem tanta sujeira
Advertisement

6 COMENTÁRIOS

  1. Há uma grave crise social e econômica no país, e não é de agora, que condena milhares a uma vida de precariedade. O lixo pode ser vendido em troca de umas merrequinhas, que serve de sustento para quem não tem nada. Nossa prática histórica é colocar lixo na calçada, ao acesso de qualquer um que passe por elas. Um mais um é igual a dois. Se não melhoramos o país para oferecer dignidade às pessoas e não descartamos o lixo de forma menos “porcalhona”, como esperar que o resultado dessa operação seja outra coisa diferente do que é?

  2. A Nossa Senhora de Copacabana após fechamento de comercio, vira um imenso lixão, catadores reviram o lixo e deixam tudo esparramado pelas calçadas, em alguns trechos dificil até de passar. Até pouco tempo não era comum .

  3. A Nossa Senhora de Copacabana após fechamento de comercio, vira um imenso lixão, catadores reviram o lixo e deixam tudo esparramado pelas calçadas, em alguns trechos dificil até de passar.atea pouco tempo não era comum .

  4. No Meier e Cachambi caminhar aos domingos dá a sensação de se estar num lixão. E ainda tem o “colaboradores” que distribuem comida aos moradores de rua em embalagens de quentinhas logo pela manhã; estes moradores de rua deixam então todo tipo de imundice e de resto das refeições e embalagens pelas ruas. E este povo já está a postos pela manhã aguardando o fornecimento e a hora de inundar com lixo, as ruas.

  5. Copacabana está tomada de mendigos e usuários de drogas,a sujeira só vai aumentando conforme vão deixando o bairro virar uma Cracolândia com tabajaras e pavão pavãozinho vendendo pedra a rodo,centro do Rio também está uma nojeira sem precedência e ainda tem os assaltos que muitos praticam para poder comprar pedra para sustentar o vício na providência. Rio de Janeiro está abandonado pelo poder público.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui