Quem será o vice de Eduardo Paes em 2024?

Eduardo Paes deve exonerar 4 secretários em abril para que possam estar liberados para que um deles possa seu vice, ou não, ainda há outros nomes.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Eduardo Paes com pintura ''Gentileza'' ao fundo - Foto: Beth Santos/Prefeitura do Rio

O jornalista do Metrópoles, Guilherme Amado, disse em sua coluna no site que o prefeito Eduardo Paes (PSD) deve exonerar até abril quatro secretários que estão entre os prováveis vices-prefeitáveis do Rio para 2024. O ex-candidato a vice-governador Felipe Santa Cruz, os deputados estaduais Eduardo Cavalieri e Guilherme Schleder, além do deputado federal Daniel Soranz.

Mas não há risco de nenhum deles se candidatar, e seus suplentes podem respirar aliviados. Cavalieri e Soranz, pela mais absoluta falta de vontade, presumivelmente é o mesmo caso de Schleder. É que os três assumiriam o cargo na provável renúncia de Paes em 2026 para se candidatar a governador do Rio em 2026. Felipe Santa Cruz até deseja, mas é uma figura vinda do PT, e os adversários certamente usariam isso contra ele.

E o PT? Até gostariam de indicar o vice e ter a Prefeitura do Rio em 2026. Mas uma das maiores armas de alguns adversários do atual alcaide é a aliança com o partido. Otoni de Paula, candidato pelo MDB, o apelidou de Dudu do PT. Basta observar a chuva de críticas quando se aventou que Marcelo Freixo ou Anielle Franco poderiam ser vice de Eduardo. Disseram até que era coisa do grupo do PSD para mostrar a inviabilidade do PT.

E deve ter funcionado, a principal figura do Partido dos Trabalhadores no Rio de Janeiro e vice-presidente nacional do Partido, o ex-prefeito de Maricá e candidato novamente à Prefeitura da cidade, Washington Quaquá, já disse que o partido pode abrir mão de um nome na chapa: “A prioridade do PT é a reeleição do Lula em 2026. O Eduardo Paes deve deixar a prefeitura para disputar o governo, portanto vai escolher alguém da sua confiança. Nossa relação com ele não admite faca no pescoço”. A declaração foi dada em entrevista à CNN Brasil.

Advertisement

Leia também

Terminal Gentileza começa a operar para população; veja detalhes

Pedro Paulo cada vez mais certo como vice de Eduardo Paes – Bastidores do Rio

No PT, ainda há a possibilidade do ex-presidente da Alerj, André Ceciliano, que, brincam, nem parece petista. E também da vereadora e atual secretária de Meio Ambiente, Tainá de Paula. Nesse caso, seria ruim para o partido, já que ela tem tudo para ser uma das puxadoras de voto. Já o PSD tem a possibilidade ainda do presidente da Câmara de Vereadores, Carlo Caiado, mas tudo indica que ele tentará a reeleição para os dois cargos.

Apesar destes nomes e exonerações, é praticamente inevitável que o vice de Eduardo Paes em 2024 seja seu fiel amigo, o deputado federal Pedro Paulo. Foi o escolhido para sucedê-lo em 2016, o problema de violência doméstica que ajudou em sua derrota são águas passadas graças à atual esposa Tati Infante e é, até que se prove o contrário, quem melhor passa a imagem de uma continuidade de governo entre todos os potenciais candidatos à vaga.

E se colocarem a faca no pescoço, como disse Quaquá, pode ocorrer o que ocorreu com Cesar Maia na eleição de 2006, quando todos esperavam que ele renunciasse para vir governador. Seu vice era Otávio Leite, do PSDB, em quem ele não confiava. O partido insistiu em seu nome nas eleições de 2004, Maia queria seu amigo Eider Dantas ou mesmo o banqueiro e tucano Ronaldo Cezar Coelho. Durante o seu mandato, o então prefeito esvaziou a vice-prefeitura, não renunciou para ser candidato a governador, e Leite deixou a prefeitura para ser candidato a deputado federal. No fim, quem tem de escolher o vice é o cabeça da chapa.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Quem será o vice de Eduardo Paes em 2024?

Advertisement

5 COMENTÁRIOS

  1. Quintino, Quaquá fala por ele e pelo PT de Maricá, não pelo PT do Rio de Janeiro e pelo Lula, nesse caso, mutitissimo mais pelo contrário. Se, André Ceciliano, não “parece do PT”, com certeza Quaquá, menos ainda, face suas atitudes personalistas. Faça uma pesquisa sobre o Quaquá junto ao Diretório Nacional do PT, depois a gente volta a conversar. Se Quaquá tivesse essa força politica toda na cidade do Rio de Janeiro, seria ele que estaria pleiteando a vice de Paes. A conferir.

  2. Um prefeito que se dirige à população como ele o fez anteontem, chamando-nos de imbecis, merecia uma humilhação histórica e impiedosa nas urnas para enxotá-lo da vida pública!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui