Jair Bolsonaro e Wilson Witzel na época em que eram próximos - Foto: Pablo Jacob/Agência O Globo

Após o prefeito Marcelo Crivella anunciar que vai manter fechadas as atividades que Jair Bolsonaro considerou essenciais e solicitou que reabrissem, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, também se pronunciou sobre o assunto e aproveitou para, mais uma vez, criticar o atual presidente da República.

Em sua conta oficial no Twitter, Witzel disse, nesta terça-feira (12/05), que o estímulo de Bolsonaro à reabertura de alguns tipos de estabelecimentos é uma irresponsabilidade, e que o presidente ”caminha para o precipício e quer levar com ele todos nós”.

Nesta segunda-feira (11/05), após o Brasil chegar à marca de quase 12 mil mortes causadas pelo Coronavírus (agora já até ultrapassou esse número), Bolsonaro assinou um decreto autorizando que academias, barbearias e salões de beleza sejam inclusos no rol de serviços essenciais e, portanto, possam reabrir. No Rio de Janeiro, porém, nem a Prefeitura nem o Governo do Estado acataram a determinação do presidente, e esses estabelecimentos permanecerão fechados.

Vale lembrar que, no último dia 04/05, Witzel já havia criticado publicamente Bolsonaro em relação às atitudes do presidente no enfrentamento à pandemia do Coronavírus no país e à postura do mesmo acerca da violência sofrida por jornalistas durante a cobertura de uma manifestação pró-governo em Brasília, no Distrito Federal, ocorrida em 03/05.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

2 COMENTÁRIOS

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui