Aconchego Carioca - Leblon Foto: Tomás Rangel

Mais um comércio do Rio de Janeiro chega ao fim devido a pandemia do Covid-19. O restaurante a encerrar de vez suas atividades desta vez é o tradicional Aconchego Carioca, que fechará as portas da sua filial na Zona Sul. Em comunicado pelo Instagram, os responsáveis pelo restaurante avisaram do encerramento das atividades do Aconchego Carioca Leblon e do Quiosque Aconchego.

Felizmente, até o momento, o Aconchego Carioca da Praça da Bandeira, famoso por seus quitutes da culinária brasileira, continuará funcionando, inclusive fazendo delivery para a Zona Norte e Zona Sul, pelo telefone 2273-1035. A unidade Village Mall permanece fechada, acompanhando as medidas restritivas oficiais, e deverá retornar quando o funcionamento do shopping for autorizado, segundo a assessoria do Aconchego. Anteriormente, a empresa já havia fechado sua filial em São Paulo.

De acordo com o comunicado, parte da equipe das lojas fechadas em definitivo foi realocada para o centro de produção. E de lá eles farão a comercialização das deliciosas receitas assinadas pela chef Kátia Barbosa (que é jurada do programa Mestre do Sabor, versão global do famoso e premiado Masterchef), todas resfriadas e embaladas a vácuo (pedidos somente pelo telefone 2502-8218). Os bolinhos de rabada, carne seca com abóbora e pimenta dedo de moça são de comer rezando.

Estes pontos do Aconchego Carioca não são os primeiros restaurantes do Rio a fechar. Este é o caso do Bar Leo, no Centro, do Ráscal, Maloca Carioca, o Puro, a Pizzaria Braz da Barra, o Avenca, entre outros. E uma pesquisa feita pelo Sindicato dos Bares e Restaurantes do Rio (SindRio) dá como quase certo que pelo menos 1 em cada dez restaurantes não reabrirão após o fim da pandemia. E o número pode chegar a 30% se não houver algum tipo de ajuda do governo.

Especialistas explicam que um restaurante localizado em ponto de alto trânsito de pessoas ou que seja muito nobre não consegue, como regra, viver só de delivery e retirada. Estes estabelecimentos têm custos altos de aluguel e insumos, e muitos já vinham combalidos da anterior crise econômica que se agravou em 2017.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui